Apatia

 

     Mariah estava assim como todos os dias, dispersa. Havia chegado atrasada, dormido na aula e esquecido de entregar o filme na locadora. Estava com preguiça de ir de ônibus, então chamou um taxi. Pediu comida por telefone e viu Moulin Rouge a tarde toda. No fim da tarde tirou aquela sonequinha habitual e quando acordou, foi direto pro computador. Depois, o dia acabou e ela foi novamente dormir.

     No dia seguinte, ela continuava dispersa, perdeu a hora e dormiu na aula. Era sexta-feira, ela tinha combinado de sair, mas estava esquisita meio apatica. Então ligou desmarcou e pediu colinho das amigas e uma enorme pizza marguerita. Contou o motivo da apatia, ou melhor a falta de motivos que era o que a deixava assim.

     No sabado não fez nada, ficou de pijama o dia inteiro fazendo listas e listas de metas para serem cumpridas ainda naquele ano. Não atendeu o telefone e não ligou pra ninguém também. Estava cansada… não sabia do que, so estava profundamente cansada…

     O domingo foi como sabado, a sexta, a quinta e todos os outros dias desses ultimos tempos. Estava chovendo e fazia um friozinho de congelar a espinha. Ela acordou comeu um biscoito, vestiu o capuz do casaco e se debruçou na janela. Ficou la com os fones enterrados no ouvido escutando o dia inteiro a mesma melodia melancolica e com um olhar perdido, vazio apenas acompanhando o curso da gota de chuva que caia lentamente no chão…

     A semana recomeçou, e dessa vez ela chegou a tempo para a primeira aula porque tinha prova apesar de nem saber do que se tratava, ela fez. Mas dormiu na segunda e na terceira. Seu celular tocou, mas ela não ouviu. A aula parou. Então alguém encostou em seu braço e disse:

     — Mariah?! Seu celular ta tocando. Mariah, acorda!

     Mas foi de uma maneira tão suave, que ela acordou. Abriu os olhos calmamente e olhou para aquela pessoa que ela nunca tinha visto antes, que lugar era aquele mesmo? E quem era ele? Tinha um olhar tão cheio de vida e um sorriso tão grande que ela não conseguia parar de olhar, parecia que o mundo havia parado… De repente como em uma fração de segundo, tudo voltou. Ela ouviu o seu celular tocando estridentemente, as varias pessoas paradas olhando pra ela e a cara de revolta sob o oculos embaçado do professor de teoria da percepção.

     Abaixou-se, desligou o celular sentou-se de maneira correta e voltou a se dispersar. Agora não era mais em que horas são ou na borboleta voando. Era naquele sorriso, naquele olhar, que havia despertado nela uma melodia efusiva e uma curiosidade impossivel de controlar.

     No dia seguinte, ela não chegou atrasada, não dormiu na aula, e não viu a chuva passar.

                                                                                                                                  Tassiana Frank

Anúncios

Sobre encontroedesencontros

Alguém que por meros devaneios de sua mente louca, sentiu vontade de dizer alguma coisa...

6 Respostas para “

  1. Táscia

    Adoro o encontro que nos deixa sem ver a chuva passar… Lindo! Desencontros, realmente, todos têm os seus.

  2. Sergio

    E no final dos encontros, a chuva pode voltar a bater nas janelas, e como diria Ms. Ann Peebs … http://www.youtube.com/watch?v=_CCrA5Lq5XU

  3. E ainda tem quem ignore a influência de pequenos encontros em nossas vidas! Lindo, parabéns!

  4. Zedu

    Gostei mto da personagem. Me identifico com ela. Gostei mto por ter terminado tão positivamente, apesar de nada ter ocorrido. Interessante.
    Acho q a vida é cheia de dispersões. Temos de tomar cuidado.

  5. Giulia Drumond

    Cooooooooooooooooooff Cooooooooooooff
    não falo nada…
    meio destorcido mas tudo bem
    rehuioraerhua

  6. Hud

    Virginia Woolf encontrou Clarice Lispector… e a gente passa a sonhar…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: