O colhedor de flores

     Céu azul, dia ameno. Vicente caminhava passivamente adiante ao seu jardim. Trouxe sua terra fresca, deu bom dia para o alecrim. Possuia a maior loja de flores da cidade, mas em sua simplicidade respondia que não era empresario, sua profissão era sim, cuidar de um jardim. Criou as rosas mais belas e as folhas mais amarelas que ja se pudera ver. Mas não comercializou uma so delas, o que deixou em alvoroço o mercado mundial de flores. A historia de vicente ja tinha chegado muito a frente do que ele imaginara querer. Reporter na porta da frente, fotografos na janela de tras e helicopteros sobrevoando seu imenso jardim. Mas ele se recusava a dar entrevistas e a cada dia ficava mais intensa a perseguição. Foi noticiado o caso no jornal local, estampado nas bancas de revistas até que chegou ao jornal das oito. Vicente resolveu então, conceder a um jornalista de sua escolha, uma matéria.

     Era uma oportunidade unica. Pessoas duelavam por um lugar mais a vista do florista, discussões e brigas pareciam não ter  fim. Com sua calma e modéstia, Vicente escolheu aquela que dentre empurrões e cotoveladas apenas o olhava com intensa esperança de ser escolhida. Muitos ficaram desapontados, bradaram “um so é injustiça” e outros “eu quero que esse jardim sorva sua vida!”

     Manuela a jornalista, saiu retraida seguindo-o até o desaparecer das vistas curiosas. Queria fazer-lhe mil perguntas. Havia feito pesquisas e viajado tanto para chegar até ali. Conseguira uma matéria tão importante para a sua carreira, queria imensamente agradecer. Como seria aquele jardim? Quantas diversidades de plantas haveria por la? Queria saber… Mas Vicente não dizia uma so palavra então, limitou-se a não perguntar. Ele disse apenas uma coisa, “estamos chegando.”

     Ao abrir um enorme portão dourado, foi obrigado a mostrar ao mundo, um pedaço so seu. Manuela estasiada não podia acreditar em si. Quando se passava daquela entrada, não era somente um jardim. Um mundo a parte, era o que parecia tudo ali. O dia ficava diferente. O cheiro adocicado e a refrescante brisa que entrava por ali. O vento vinha brindar-lhe a face e as nuvens não paravam de formar as coisas mais incriveis que jamais imaginara ver. As cores não pareciam ser reais. Haviam margaridas amarelas, rosas azuis e tulipas em degradê. A grama afofava e voltava a subir lentamente a cada passo que se dava a diante. Olhava ao longe, e aquele era o maior e melhor horizonte que chegou a conhecer. Sentia uma vontade incontrolavel de se deitar ali, adormecer e acordar para sempre.

     Ao olhar Vicente, viu seu sorriso se mudar para desepero ao lembrar da entrevista. Abaixou a cabeça, e em suplica veio ao encontro da jornalista pedir descrição, pedir, pedir sabe-se la o que… Não era egoismo, so não queria fazer daquilo apenas uma fonte de renda . Queria conservar a beleza de seu mundo, trata-lo como precioso era em si. Mas não precisou dizer nada, Manuela sozinha entendera que esse cuidado, que fazia tudo existir. Mandou então um email para a ansiosa redação onde ditava não mais que algumas linhas.

     « Vicente é  um homem sereno, sem razão pra não ser. Construiu não mais que um jardim comum. Imenso jardim.. . Indescritivel pela beleza e de horizonte sem fim. Mas acho que as especulações, se fazem muito maiores que a rel apresentação. »

     Largou seu emprego, não era mas jornalista. Sua profissão agora, era cuidar de um imenso jardim.

                                                                                        Tassiana Frank

Anúncios

Sobre encontroedesencontros

Alguém que por meros devaneios de sua mente louca, sentiu vontade de dizer alguma coisa...

2 Respostas para “

  1. queria ver esse jardim,
    mas imaginei o pacificamente.
    ;]
    beijo

  2. Leonardo

    Wie zu einem großen Garten zu bauen, und bitte jemand diesen Tagen …
    Mir gefiel der Text.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: